sábado, 10 de abril de 2010

UFC 112 - INVENCIBLE, RESULTADOS.

TEMPESTADE NO DESERTO!

Bastou o Sheik Tahnoon Bin Zayed Al Nahyan comprar 10% do UFC para assistirmos a um evento 100% sensacional á céu aberto em pleno território árabe. Os atletas deram o melhor de si e tivemos algumas surpresas. E o site Wado ValeTudo traz em primeira mão os resultados:

CARD PRINCIPAL:

Kendal Grove VS. Mark Munoz - O ‘baixinho’ Munoz começou aplicando uma queda e desferindo socos, mas Grove voltou em pé rapidamente. Na 2ª tentativa de queda de Munoz, Grove desferiu um gancho que levou o adversário a konockdown! Munoz ficou grogue e agüentou o castigo até o fim do round. No 2o round o Munoz partiu com tudo pro boxe, e Grove usou sua altura para desferir uma joelhada e conseguir outro knockdown! Munoz sobreviveu ao ataque, botou pra baixo e desferiu uma verdadeira ‘chuva de meteoros’, vencendo Grove por TKO!

* Munoz mostrou a importância da superação numa luta de MMA e deu um pulo no ranking até 84kg.


Rafel dos Anjos VS. Terry Etim – Terry adotou uma boa base para não ser derrubado e apostou no kickboxer, mas o brasileiro conseguiu acertar alguns golpes em pé, soube encurtar a distância e aplicou uma queda. Nesse momento Terry encaixou uma guilhotina que deve ter deixado até os expectadores sem ar, mas o ‘jiu-jiteiro’ soube escapar do golpe e prosseguiu fazendo seu jogo de buscar o chão e atacar por cima. No 2º round o Rafael dos Anjos conseguiu outra queda e soltou seu jogo: caiu nos ‘100kg’ soltando socos, foi pra posição norte-sul, ensaiou uma Kimura e saiu pro arm-lock, finalizando a combate!

* Rafael dos Anjos extreia bem no card principal, ficamos na torcida pelo seu sucesso.


Matt Hughes VS. Renzo Gracie – Renzo Gracie estréia com trocação, soltando seu boxe e obrigando Hughes a tentar uma queda, a qual Renzo defendeu e ficaram trocando joelhadas no clinche. Depois a luta prosseguiu com as lendas trocando golpes em pé. No 2º Round o Gracie prossegiu com o jogo de evitar as quedas do wrestler e soltando bons socos no rosto, e Hughes passou a investir em fortes low-kicks minando a perna do brasileiro, que não conseguia evitar os chutes. No decisivo 3º Round o Gracie entrou mais exausto e foi alvo de mais low-kicks, não conseguindo nem mais responder com socos. Renzo sentiu os chutes e caiu algumas vezes, levando atraso até no boxe e indo a knockdown. O juiz Herb Dean se viu obrigado a interromper o combate e dar a vitória a Hughes por TKO.

* Apesar da derrota, deixo aqui um parabéns ao guerreiro de mais de 40 anos, 03 anos sem lutar, que estreou contra um TOP da categoria e vinha vencendo até metade do 2º Round. Renzo sempre foi um exemplo, nunca se escondendo atrás de nome ou bolsas milionárias. E lembro aqui que ele assinou 6 lutas com o UFC, ou seja, teremos o privilégio de o vermos em ação por mais 5 vezes.


BJ Penn VS. Frankie Edgar – Os Rounds prosseguiram como uma luta de boxe, mas sem muitos socos contundentes. Frankie tentou fazer diferença soltando uns lowkicks, mas nada que abalasse BJ Penn, que seguia dominando o centro do octógono. No decorrer da luta extremamente equilibrada Frankie conseguiu algumas quedas, e apesar de Penn levantar rapidamente o wrestler abriu vantagem com os movimentos. E no final de 5 rounds muito equilibrados, na decisão dos jurados, venceu Frankie Edgar!

* Apesar do favoritismo do havaiano, Frankie vinha com um estilo perigoso para ele, com um bom domínio de boxe e jogo de quedas. E BJ Penn pecou em entrar no jogo amarrado do wrestler, que é um especialista em decisões. Fica agora a expectativa para vermos Frankie Edgar tentando uma revanche contra o contender Gray Maynard (também especialista em amarrar até a decisão) ao mesmo tempo em que defenderá o seu novo cinturão.


Anderson Silva VS. Demiam Maia – O impecável Anderson sobrou nos três 1os Rounds, fazendo movimentos de capoeira para encurtar a distância e soltando chutes e socos pra cima de Demiam, sempre o provocando e chamando pra trocação. Demiam, com o rosto aberto, se esforçava para não ficar perdido na luta e tentava quedas sem sucesso. No 4º Round o Demiam conseguiu acertar alguns socos, mas Anderson voltou a abrir os cortes do adversário e parou de atacar para administrar a vitória com segurança até o fim do round, com Demiam cobrando ação da parte do striker. No 5o e último Round o Anderson prosseguiu com a estratégia de administrar a luta até o fim, mas Demiam foi pro 'tudo ou nada', partindo pra trocação e, mesmo com um olho fechado, acertou bons socos em pé assustando o fenomenal striker. Demiam buscou o chão, a trocação e chamou pra luta várias vezes, fazendo Anderson ser advertido pelo juiz por falta de combatividade. Porém, Anderson prosseguiu esperando o round acabar e, na decisão, não tinha como ser outro resultado: Anderson Silva por unânimidade.

* Anderson Silva mostrou mais uma vez estar acima da média e sobrando na categoria até 84kg, tornando compreensível sua vontade de expandir os horizontes lutando entre os pesos-pesados e no boxe. Ele apenas pecou mais uma vez por fugir da luta nos rounds finais por ter a vitória garantida, arrancando vaias do público e sendo advertido. E parabéns ao Demiam por agüentar um grande castigo, conseguir manter a concentração diante de um fenômeno e, diferente do Thales, levantar o público no último round partindo pra luta e tentando correr atraz do prejuízo.


CARD PRELIMINAR:


Jon Madsen derrotou Mostapha Al-Turk na Decisão Unânime;


Paul Kelly derrotou Matt Veach com guilhotina aos 3:41 do 2º Round;


DaMarques Johnson derrotou Brad Blackburn por TKO aos 2:08 do 3º Round;


Rick Story derrotou Nick Osipczak na Decisãoio Dividida;

Phil Davis derrotou Alexander Gustafsson com Triângulo de Braço aos 4:55 do 1º Round.
.
...
Fontes: Sherdog.com e transmissão ao vivo do Premiere Combate.

Nenhum comentário: