terça-feira, 29 de março de 2011

PROTETOR BUCAL: Você está realmente seguro?


O que mais se vê são pessoas usando o Protetor “Ferve e Morde” ou os Duplos, mas ambos tem várias desvantagens. O encaixe não é perfeito e o material não é o ideal para todos os esportes. E isso reduz a absorção de impacto, atrapalha a respiração e causa o desconforto da salivação, reduzindo a proteção e o foco na luta.


Até no jiu-jitsu que não tem golpes traumáticos esse acessório pode proteger o praticante no impacto de uma queda de rosto, numa pedalada acidental ou num mata-leão mau-aplicado. E não são só as lutas que precisam desse acessório! No futebol, por exemplo, o acessório pode proteger o atleta de impactos acidentais, melhora o alinhamento do corpo para proporcionar equilíbrio e potencializa a pressão dos chutes, se levarmos em consideração que alguns jogadores cerram os dentes nesse momento.


A solução para os esportistas terem um protetor sob medida, forte e personalizado, é procurar um empresa do ramo que tenha tradição e ofereça qualidade. Por isso a página WVT fechou uma parceria com a FORCEFIELD, que foi inclusive adotada por atletas do UFC!


A ForceField é uma empresa pioneira no Brasil. Formada há 5 anos por dentistas e protéticos preocupados com a prevenção das lesões do esporte, a empresa trouxe ao Brasil o conceito de proteção bucal de última geração através da internet e a um custo benefício imbatível. Hoje a empresa atende todo Brasil e tem fiéis seguidores em diversos esportes, com milhares de produtos testados nos tatames, quadras e campos. Além disso, desde 2008, a empresa conta com uma filial nos Estados Unidos, quando percebeu que seu produto não deixa nada a dever aos oferecidos aos americanos.

  • Durante essa semana exibiremos artigos de Nathalie Mikellides, sócia e diretora da empresa, nos eplicando em linguagem simples os principais conceitos da proteção bucal de última geração e respondendo às dúvidas mais comuns dos clientes da empresa.

Mais informações:
http://forcefield.com.br/home.cfm

...
Redação WVT.

Nenhum comentário: