sexta-feira, 1 de abril de 2011

PROTETOR BUCAL - PARTE 2 : Nathalie fala sobre a importância da marca ForceField e expoem respostas as maiores questões.

(Foto: Portal Do Vale-Tudo)

A empresária Nathalie Mikellides, sócia e diretora da Forcefield, conversou com o Portal do Vale Tudo em 2010 sobre um importante acessório dos lutadores durante seus combates, o protetor bucal. Na entrevista abaixo e nas questões cuidadosamente elaboradas, os interessados ficarão por dentro de toda a tecnologia e vantagens desse acessório. Muitos clientes são exigentes na hora de escolher uma marca, e após lerem os artigos abaixo saberão em quem confiar a sua segurança.



O que é o Protetor Bucal de Última Geração da Forcefield?


Quando criamos a empresa em 2005, buscamos o que havia de melhor na época, em termos de equipamento e material. Depois de muitos testes, chegamos a conclusão que tínhamos que ir além. Tínhamos que ter o material com a maior absorção do mercado. Porque a principal função do protetor bucal é absorver e dissipar o impacto. Após muitos testes com fornecedores, chegamos a um material exclusivo, uma combinação de EVA puro feito num processo de laminação, que superou os outros materiais disponíveis em todos os testes.


O que é o EVA?


EVA é um material de alta absorção de impacto, mas não é o mesmo EVA de tatame, que trata-se do EVA expandido. O EVA exclusivo da Forcefield é um EVA PURO desenvolvido junto aos fornecedores e exclusivo da empresa, pois há milhares de variações. Para se ter uma idéia, com 15 cm de EVA puro é possível fazer 1 metro de EVA para tatame! Alem disso, o processo de laminação adiciona mais poder de absorção. A laminação é o mesmo processo usado no vidro à prova de balas. O vidro sozinho não segura uma bala de revólver, mas o "sanduíche" de vidro com material plástico feito na medida certa consegue segurar a bala. O protetor bucal da Forcefield é então feito de um "sanduíche" de diversos materiais, cujo resultado é a maior absorção e com conforto. Para que a laminação funcione, cada camada de material foi muito estudada e deve ser aglutinada em um equipamento que utiliza pressão e temperatura na medida certa. Por fim, para termos um protetor de última geração, devemos ter um encaixe perfeito. A arcada dentária de um atleta é como uma impressão digital, é única. Por isso, para que o protetor realmente encaixe na boca do atleta, é necessário que tenhamos o molde da sua boca. Esse molde é colocado no equipamento de altíssima pressão juntamente com o material laminado e assim nasce o protetor mais avançado do mercado brasileiro. Só que não adiantava ter o melhor equipamento, o melhor material, o melhor processo produtivo se o atleta não tivesse acesso a ele ! Foi então que partimos para a internet, onde temos um site transparente, com preços, espessuras, tudo muito explicado, informando ao atleta o que ele precisa saber para tomar sua decisão de compra. O consumidor brasileiro hoje exige saber tudo antes de comprar, quer saber o que está pagando, o que está comprando. Ao longo desses anos surgiram muitos tentando nos copiar, mas sonegam a informação, não colocam preço, não explicam, não atendem ao consumidor. O retorno dos nossos clientes é muito positivo nesse sentido. A Forcefield só faz proteção bucal. Estamos trazendo um produto de ponta ao melhor custo benefício do mercado por que temos escala e foco em dois mercados super competitivos (brasileiro e americano). E isso volta em benefício ao cliente final, ao atleta ou ao dentista parceiro que compra conosco.


Por que a Forcefield não vende um Protetor "Ferve e Morde"?


Esse é um tema polêmico, mas foi uma decisão nossa, de quando montamos a empresa, de oferecer a melhor proteção bucal e não pensar apenas em vender mais (pelo baixo custo). O protetor "Ferve e Morde" tem várias desvantagens. Primeiro, ele passa uma falsa impressão de proteger, pois protege pouco e protege mal. Fazemos uma comparação: quando você anda de moto usa capacete ou boné? Pois é, o "Ferve e Morde" é como se andássemos de moto usando boné. Parece que estamos protegidos, mas na hora do impacto, ele absorve muito pouco ou quase nada. Isso acontece porque o "Ferve e Morde" é feito de um material moldavel na água quente, normalmente baseado em silicone. E mesmo quando ele é baseado em EVA, não é laminado, pois não há produto laminado que possa ser colocado na água quente após a laminação. Ou seja, o material é sempre pior e na embalagem raramente há qualquer explicação de espessura. Mas isso não é só. Como ele é moldado ali, na água quente, sem a pressão necessária (como é o caso do Forcefield), o encaixe não é perfeito. Se não há encaixe perfeito, não há absorção de impacto. Usando nosso exemplo do motoqueiro, é a diferença entre usar um capacete do tamanho da sua cabeça ou um capacete muito maior. O do seu tamanho absorve o impacto na batida. O capacete muito maior amplia o impacto! Por fim, tem a questão do conforto e do desempenho. Todo mundo sabe como salivamos muito ao usarmos um protetor "Ferve e Morde". Ele fica saindo da boca o tempo todo. Um atleta cliente da Forcefield nos disse uma vez que quando mudou para o nosso produto parou de ficar prestando atenção se estava com o protetor na boca e focou na luta. O excesso de salivação atrapalha o foco e atrapalha em muito a respiração. Acho que nenhum atleta gostaria de sentir falta de ar naquele momento decisivo do combate ou do jogo. Como o baixo custo acaba atraindo muitos atletas para esse produto é importante explicar ao atleta o que ele recebendo pelo seu dinheiro. Afinal, não somos contra o uso de boné. Ele protege muito bem do sol e pode até ser colorido. Mas a Forcefield vende proteção bucal de última geração.


Qual a espessura do protetor Forcefield mais indicada para cada esporte?


É sempre muito importante saber qual é a espessura que você está comprando. Em linhas gerais, quanto maior a espessura, maior a proteção. Da mesma forma que não se deve comprar um carro esportivo para andar na estrada de terra, aqui vale o mesmo alerta: o atleta deve avaliar o esporte que pratica, seu nível de dificuldade e seu peso para fazer a escolha mais adequada. Para praticantes de esportes de combate partimos do peso e depois ajustamos para nível de dificuldade, sendo que profissionais podem ir ao nível máximo, de 6 mm.

Protetor de 3 mm (linha Advantage) Até 65 Kgs, Crianças/Jovens em Crescimento

Protetor de 4 mm (linha Official e Titanium) De 65 a 75 Kgs

Protetor de 5 mm (linha Titanium) De 75 a 85 Kgs

Protetor de 6 mm (linha Titanium) Acima de 85 Kgs

A maioria dos esportes de contato como Basquete, Pólo Aquático, Futebol, Handbol e Rúgbi, está bem atendida no Protetor de 3 mm, mas o atleta deve avaliar se o nível de competitividade exige maior proteção. Para esportes radicais, quando a chance de impacto é pequena mas se ocorrer é muito forte, deve-se optar pela maior proteção, na linha Titanium (de 4, 5 ou 6 mm). Esses valores tratam-se apenas de uma recomendação.



SAIBA MAIS:



Por que é tão importante o uso de protetor bucal?
Muitas vezes os atletas acham que o protetor bucal serve apenas para não se quebrar os dentes. Porém, a função do protetor bucal vai muito além e varia de esporte para esporte.

Em esportes de combate como boxe, MMA, jiu-jitsu, muaythai, TKD, entre outros, a função principal do protetor bucal é a de absorver e dissipar o impacto. Com isso, além de proteger os dentes, o protetor bucal ajuda a evitar lesões cerebrais, fraturas na mandíbula e lesões das juntas do queixo além de também proteger a coluna cervical indiretamente. Por tudo isso, é até provado que o uso de protetor bucal diminue significativamente as chances de sofrer nocaute.
Nos dentes, além de diminiur as chances de quebra, o protetor ajuda a evitar reabsorção de raiz de dente e a quebra da própria raiz. A reabsorção da raiz trata-se de um mal silencioso, que demora a ser detectado, pois com as pancadas do combate a raiz tende a proteger-se e retrair-se, quando enfim não suporta mais o dente . O protetor bucal, ao absorver e dissipar o impacto, evita que a raiz sofra.
Em esportes onde o contato é frequente como basquete, handbol, rúgbi, futebol, pólo aquático, hóquei, entre outros, o protetor bucal também serve para absorver e dissipar o impacto, pois qualquer cotovelada pode gerar um dano irreversível ao atleta, desde fratura da face ou dentes, e lesões mais sérias. O mesmo ocorre para esportes radicais onde a chance de uma pancada forte existe, como skate e mountain bike, entre outros. Nesse caso, o protetor bucal deve ser usado em complemento ao capacete e faz a mesma função de absorver e dissipar o impacto, protegendo não só os dentes mas toda a ATM (articulação têmporo mandibular).
Em esportes como corrida, o protetor bucal serve para absorver e aliviar a tensão da ATM (articulação têmporo mandibular), pois muitas vezes o atleta joga parte do esforço na mandíbula e trava os dentes, o que gera desgaste na cúspide dos mesmos devido ao atrito (de dente com dente). A longo prazo ou em corridas de longo percurso o atleta pode vir a sofrer de bruxismo (dentes trincados e sensíveis), além da questão estética que fica prejudicada.
Em fisioculturismo, muitas vezes a força feita para levantar pesos é muito intensa, e o mesmo ocorre, ou seja, o atleta tende a travar os dentes. Dessa forma, a função do protetor bucal, além de proteger a ATM, é de proporcionar um alívio na musculatura da face e também proteger a cúspide dos dentes de desgastar e trincar.
Portanto, o uso correto de protetor bucal ajuda e evitar diversos males que não combinam com o conceito de vida saudável que o esporte proporciona. Porém, deve-se ficar atento ao tipo de protetor bucal escolhido, pois nem todos são adequados. Existem 4 tipos de protetor bucal:
Tipo l – Protetor pré moldado, tamanho único. Não possibilitava nenhum tipo de ajuste, muito desconfortável pois as bocas não são todas iguais. Não é mais fabricado.
Tipo II – Protetor ferve e morde, material de baixa qualidade, é um plástico moldável quando colocado na água quente. O problema é que além de ser um material de baixa dissipação de força também fica irregular na hora de fazer o ajuste na boca -- inclusive na espessura, pois se morder um pouco mais forte o protetor fica muito fino e perde a sua função. Além disso, é pobre na adaptação (encaixe nos dentes), o que gera maior salivação e dificulta a respiração, pois o atleta tem que ficar de boca fechada para poder segurar o seu protetor na boca. Não é recomendado.
Tipo III – É feito a partir do molde da boca do atleta, que é levado para uma máquina a vácuo. O problema é que a espessura não é suficiente, e o equipamento e o material já ficaram ultrapassados.
Tipo IV – São os protetores LAMINADOS. Também é feito a partir do molde da boca do atleta, mas é confeccionado com equipamentos de última geração, onde são utilizados várias laminas de material para se confeccionar um protetor.
Porque os protetores laminados são tão melhores?
Os pesquisadores descobriram que o protetores laminados tem o mesmo princípio dos vidros à prova de balas: dissipar o impacto. O vidro à prova de balas na verdade é fabricado com várias laminas de vidro uma colada à outra. E por ser confeccionado com equipamentos de alta tecnologia, o protetor bucal laminado oferece perfeita adaptação a boca (encaixe nos dentes) do atleta, não fica nenhum espaço entre os dentes e o protetor, gerando assim uma absorção de impacto até 7x melhor, e não interferindo nem na fala nem na respiração do atleta.
Usar um protetor bucal de baixa qualidade é o mesmo que usar um boné ao invés de um capacete para andar de moto. O barato muitas vezes pode sair bem caro.
A Forcefield é a única empresa que oferece em todo o Brasil protetores tipo IVcom vários desenhos e cores a sua escolha. Compare e comprove os benefícios do protetor bucal da Forcefield. Porque você merece o melhor.



PERGUNTAS MAIS FREQUENTES:

1- Posso adquirir um tamanho padrão, sem fazer moldagem?
Não. é feito sob medida, a partir da moldagem da boca do atleta, pois a boca é como uma impressão digital. É única para cada pessoa. Esse é um dos motivos porque tem qualidade tão superior.
Vale lembrar que protetores que não são feitos a partir da moldagem da boca não tem uma boa adaptação, ou seja, não tem um encaixe perfeito.


2- Qual é a espessura ideal?
Quanto maior a espessura, maior o nível de proteção. Depende muito do seu esporte e de qual o nível de proteção que você deseja. O importante é que a oferece várias opções. Por exemplo, corredores e halterofilistas usam protetores para aliviar a tensão muscular e desgaste dos dentes. O Advantage de 3mm é uma boa opção. Para atletas de basquete e pólo aquático, que tem contato esporádico, linha Advantage de 3 mm é uma boa escolha. Porém a linha Official de 4 mm oferece um nível de proteção maior. Atletas de esportes de contato e de combate, como boxe, muaythai, MMA, jiu-jitsu, etc, tem as opções de proteção de 4 e 5 mm, nas linhas Official e Titanium como as mais recomendadas.


3- Os protetores comuns me atrapalham muito na respiração.
Como será com ?
Isto não acontece com os protetores , pois por serem feitos sob medida agarram na boca, a adaptação é perfeita, e até melhoram a respiração e o desempenho, pois o atleta não fica preocupado em segurar o protetor na boca.
Protetores comuns, ao contrário, não tem encaixe perfeito. Isso faz com que esgarcem com o uso, ficam dançando na boca, e aumentam a salivação. Com isso, o atleta fica segurando o protetor na boca e aliado ao excesso de saliva, tem a respiração comprometida.


4- Por que é melhor que o esquenta e morde?
Primeiro porque é feito sob medida (ver pergunta 1). Além disso, é feito de material superior (ver pergunta 5). E tem diversas opções de personalização, cores, desenhos. (ver pergunta 8 )


5- Qual é o material usado para a confecção dos protetores ?
Os protetores são confeccionados em E.V.A., que oferece uma absorção de impacto até 6x melhor do que protetores convencionais. Além disso, o fato de serem laminados auxilia na dissipação de força tendo o mesmo princípio dos vidros à prova de balas.


6- Pode ser usado por pessoas que usam aparelho fixo?
É altamente recomendado para pessoas que usam aparelho fixo, pois qualquer contato na região da boca por mais leve que seja poderá ocasionar lesões dolorosas.


7- Quanto dura o ?
A durabilidade depende muito dos cuidados que se tem com o protetor e o quanto se usa. Usado de acordo com as instruções, até 2 anos. Para atletas que fazem uso intenso, o ideal é que se troque de protetor uma vez por ano.


8- Quantos desenhos eu posso escolher?
Um desenho, que pode ser enviado por email. Pode ser um emblema, brasão, logo da academia, do time, da associação ou do patrocinador, por exemplo. A reserva-se ao direito de não colocar desenhos ofensivos nem marcas não autorizadas.


9- Posso escrever meu nome?
Sim é possível escrever o seu nome.


10- Como faço para comprar?
Faça o seu pedido ON-LINE e a entrará em contato com você, via email ou telefone. A não tem lojas, representantes ou distribuidores. A única maneira de comprar é pelo site.


11- Sou de São Paulo. Como faço para agendar a moldagem?
Faça o seu pedido ON-LINE e a entrará em contato com você, via email ou telefone. A FOCEFIELD não tem lojas, representantes ou distribuidores. A única maneira de comprar é pelo site.


12- Não sou de São Paulo. Como faço para agendar a moldagem?
Se você está numa das cidades listadas, faça o seu pedido ON-LINE e a entrará em contato com você, via email ou telefone, para agendar a moldagem. É importante ressaltar que o depósito deve ser feito antes da moldagem.
Se a sua cidade não está listada, veja abaixo.


13- Quero comprar o protetor mas a minha cidade não está listada no site, como faço?
Você pode adquirir o seu protetor bucal mesmo com sua cidade não estando listada. Peça ao seu dentista para fazer um molde de sua boca que dê para visualizar os freios labiais. É um procedimento simples que o seu dentista não terá dificuldades. Envie seu molde em gesso embrulhado e protegido para a em São Paulo, teremos todo o prazer em confeccionar o seu protetor.


14- Depois da moldagem, quanto tempo leva para ficar pronto o meu protetor?
7 dias úteis contados do recebimento da moldagem mais o tempo da entrega.


15- Como será entregue o meu protetor?
Você escolhe via SEDEX ou via ENCOMENDA NORMAL.


16- Quais as formas de pagamento?
O Pagamento é feito via boleto bácario atravez do Itaú Shopline.
A moldagem e o protetor somente serão feitos após confirmação do pagamento e recebimento.

...

Site: http://forcefield.com.br/home.cfm

...
Redação WVT.

Nenhum comentário: