domingo, 15 de julho de 2012

RESULTADOS DO BAD BOY FIGHT CHALLENGE 1 !!!

(Willian Coelho comemora com a equipe Wado - DeLaRiva)

Neste domingo a Arena MultiUso recebeu a 1a edição do Bad Boy Fight Challenge! O show teve a presença de Mário Yamazaki, Erick Silva, Paulo Thiago e da modelo Carol Abranches como ring girl. O público que encarou o frio não se arrependeu e pôde presenciar a um grande show de lutas com resultados surpreendentes!

(Paulo Thiago com as ring girls)

O evento começou com duas lutas de Muay-Thai, sendo a 1a vencida por Adur (Chute-Boxe) após acertar dois potentes chutes na linha de cintura do adversário. E Sebastião Jr. deixou o MMA e o Boxe de lado para lutar em sua especialidade, o Muay-Thai, e nocauteou o forte Fernando Tigre, campeão de Taekwon-dô e Muay-Thai.

Em seguida vieram as lutas de MMA e os atletas da casa não tiveram moleza, batendo de frente com cascas-grossas de diversas partes do país. Richard Godoi foi um dos locais que mais penou para vencer. Após passar dois rounds sendo anulado e atingido por Rafael Bueno, Richard Godoi partiu pra cima no 3o round, conseguiu a montada e finalizou com um belo triângulo. Já Mazinho e Sampaio não tiveram a mesma sorte e foram finalizados por Natan Schulte e Bruno Jacaré, respectivamente, em lutas duras.

(Felipe Cruz finaliza um dos atletas mais duros do Sul)

Dois dos melhores lutadores de Floripa, Willian Coelho e Felipe Cruz, foram mais uma vez motivos de orgulho. Willian aceitou encarar o duro Ricardo Caçador até 84kg e os strikers travaram uma batalha muito equilibrada no 1o round, com trocas de golpes e tentativas de finalizações. No 2o round Willian encurralou Caçador com uma boa variação de socos e conseguiu o nocaute! Felipe Cruz e Felipe Alves também travaram uma bela batalha em pé com socos e chutes, até que Cruz tentou derrubar e foi parado pelo perigoso clinche de Alves. Mas Cruz assimilou bem as joelhadas, insistiu na queda, montou e finalizou com um estrangulamento das costas.

(Zeferino comemora com as celebridades do UFC)

Na luta principal João Zeferino encarou Deyvison,
chamado para substituir Monalisa. O atleta da Gracie Floripa partiu para a trocação, botou pra baixo e definiu a luta com um arm-lock, levando o cinturão do evento.

RESULTADOS:

Muay Thai

[60kg] Marcel Adur (Chute Boxe) venceu Jacson carvalho (Thai Camp) por TKO (chutes na linha de cintura) no 1º Round;

[75 kg] SEBASTIÃO JUNIOR (Leivis team) venceu Fernando Tigre (Thai Brasil Floripa) por KO (socos) no 1º Round.

Preliminar

[66kg] Nil Rocha (Thai Brasil Floripa) venceu Eric Guimarães (Leivis Team Belém do Pará) por TKO (socos da guarda) no 1º Round;

[77kg] Geverson Bergamo (Leivis team) venceu Julio Bilik (Equipe Gentilini Fighters) por TKO (joelhadas na linha de cintura) no 1º Round;

[66kg] Richard Godoi Cat (Thai Brasil Floripa) venceu Rafael Bueno(Inside/Chute Boxe) por finalização (Triângulo da Montada) no 3º Round;

[70kg ] Natan Schulte (Thai Camp) venceu Mazinho (Carlos Dorado Jiu-Jitsu) por finalização (Guilhotina) no 2º Round.

Lutas Principais

[84kg] Willian Coelho (Wado Dela Riva – Floripa) venceu Ricardo Caçador (Neo-Dojo, Tubarão-SC) por KO (socos) no 2º Round;

[66kg] Bruno Jacaré (Inside/Chute Boxe) venceu Tiago Sampaio (Rangel Farias) por finalização (estrangulamento das costas) no 1º Round;

[68,500 kg] Felipe Cruz (Clãn/Nobre Arte) X Felipe Alves (Arena Fight) por finalização (estrangulamento das costas) no 1º Round;

Super Luta


[84kg] João Zeferino(Gracie Floripa) venceu Deyvison Santos (Academia Gold Team) por finalização (arm-lock da montada) no 1º Round.



EM BREVE: FOTOS DE TODAS AS LUTAS & VÍDEO DE WILLIAN X CAÇADOR!

...
Redação WVT.

3 comentários:

Walter disse...

Pra variar, o atraso foi absurdo (quase 2 horas). E o "announcer" (o Bola, da Rádio Atlântida) estava mais perdido do que cachorro em mudança. Animar evento de MMA é diferente de animar a gincana do Colégio Energia. O microfone falhou umas 358 vezes e o telão não serviu pra nada. E o Bola falou coisas como "o lutador tem um cartel com 4 lutas, sendo 4 vitórias e uma derrota" e "nocaute por mata-leão". No início (antes de ser repreendido), estava narrando até os intervalos entre os rounds. Tinha também um árbitro (Heron Garcia) que queria aparecer mais do que os lutadores. Aliás, ainda não ficou claro por que ele terminou a luta Nil Rocha x Eric Guimarães. Os paraenses reclamaram muito da arbitragem. Uma pena, pois a luta estava boa. Mas até que houve bons momentos em algumas lutas. Pra mim, a melhor luta foi Willian Coelho contra Ricardo Caçador.

Walter disse...

Vale dizer que os lutadores fizeram bem seu papel. A (des)organização é que foi lamentável. Se continuarem desrespeitando as pessoas que saem de casa e pagam ingresso, vão perder cada vez mais público. Já cansei de tomar chá de cadeira esperando o início dos eventos locais. Nunca atrasam menos de uma hora. E somos obrigados a ouvir música com volume altíssimo, o que nos impede de conversar e falar ao telefone. Ou seja, temos que esperar de boca fechada. Um desrespeito absurdo. Da próxima vez, talvez eu fique em casa, vendo algum evento pela TV. Uma pena, pois gosto de prestigiar os eventos locais. Mas são todos, sem exceção, completamente desorganizados.

Vale-Tudo Floripa disse...

Olá, Walter.

Gosto de suas participações, acredito que você coloca coisas que muitos gostariam de dizer e minhas respostas esclarecem muitas dúvidas.


ORGANIZAÇÃO:

Realmente locutor falar "nocaute por finalização" foi estranho. Mas foi a 1a edição do show e nas próximas a organização vai cuidar de detalhes como os atrazos, microfone, telões, etc.


ARBITRAGEM:

Quanto a luta Nil Rocha x Eric Guimarães, o Eric pediu pra parar reclamando de óledo no corpo de Nil. Se o árbitro interrompesse a luta prejudicaria o Nil que estava em posição de vantagem. E como Eric parou de reagir ele decidiu encerrar o combate. O fato é que o Heron está evoluindo muito como árbitro e vai aprender a lidar com essas situações cada vez melhor.

O mais importante agora é agradecer a Bad Boy por ter escolhido Floripa para sediar o show e ter casado grandes combates.

Abraço.